A candidata a Deputada Estadual Michelli Veneziani relaciona a sua candidatura como um desafio e um compromisso para com o povo do Litoral Norte na solução dos seus maiores problemas. Ela reforça a tese do seu aprendizado e conhecimento para ser a representante da região na Assembléia Legislativa.

O que dizer desta mulher que reúne todas as qualidades necessárias para representar o Litoral Norte na Assembléia Legislativa de São Paulo; Mãe, primeira-dama, gestora do pai, o ex-Prefeito Antonio Carlos da Silva, e aluna dele e do marido Felipe Augusto – Prefeito de São Sebastião em Políticas Públicas e Administração Municipal, além da formação acadêmica em Economia com pós-graduação em Gestão Executiva e Financeira. A união destes fatores a coloca em posição de destaque e mais do que preparada para a função.

Para Michelli representar o Litoral Norte é uma de suas maiores missões na vida, pois o momento necessita da política de qualidade, da política boa, onde o compromisso está ligado ao orgulho de ser a Deputada Estadual do Litoral Norte na capital. “Não é apenas a formação necessária para a função, tem também a herança política, que foram os avós Vereadores, tem o marido Prefeito, o irmão vice por 8 anos e o pai Prefeito por 16 anos mais o tempo como Deputado”, disse.

Michelli conta que ser mãe e Presidente do Fundo Social em São Sebastião lhe abriu caminhos e horizontes para ajudar e influenciar a vida das pessoas e que todos os trabalhos exercidos até agora lhe trouxeram o desafio e a tarefa de ser candidata a Deputada Estadual. “Uso da musculatura do meu pai e do meu marido para me fortalecer nesta empreitada”, frisou.

A candidata fez um pequeno e rápido demonstrativo da situação do Litoral Norte e da lacuna aberta com a falta de um representante na Assembléia Legislativa. “Juntas as cidades do Litoral Norte tem 245 mil eleitores e um número ainda maior de habitantes sem um representante na capital. Constatamos diversos problemas como a travessia de balsa entre a Ilhabela e São Sebastião, a finalização do Hospital Regional e o de Boiçucanga e o equilíbrio do Saneamento Básico na região, onde Caraguatatuba detêm 87% e as outras cidades cada uma em média com 30% apenas”, relata.

É com base nesta realidade, nesta diferença que Michelli baseia sua campanha para Deputada Estadual, onde o principal desafio será equilibrar as estruturas de toda região. Junto a isso Michelli observa a necessidade de votar em pessoas boas. “A política hoje está desacreditada e os problemas aumentaram e só o processo democrático vai mudar isso e o povo não pode deixar de votar para que as mudanças venham e aconteçam”, enfatizou.

Para Michelli a sua candidatura não teria razão se tudo estivesse às mil maravilhas na região. “Precisamos fazer a diferença e somente o eleitor é que pode modificar o seu futuro. Como havia dito, as pessoas estão desacreditadas e somente pessoas com coragem é que podem mudar este quadro”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *