Olavo 116

 

O Topógrafo e Agrimensor José Olavo Garcia não consegue entender a razão pela qual a UPA – Unidade de Pronto Atendimento tem um atendimento tão demorado, pois como unidade de emergência, deveria ter uma estrutura para sanar rapidamente os problemas de Saúde da população. Uma melhor organização seria, na opinião dele, a melhor solução.

Nas diversas vezes que precisou usar os serviços da UPA, Olavo percebeu que a demora no atendimento ultrapassava os limites da paciência dos usuários e presentes ao local. Na percepção do Topógrafo uma Unidade de Pronto Atendimento necessita ser rápida, ágil e ter qualidade no atendimento as questões emergenciais da Saúde do povo.

A falta de mais médicos no atendimento é, na percepção do Agrimensor o principal problema, que poderia ser contornado com a exigência, no caso de terceirização, de um número fixo e elevado de profissionais para um atendimento de qualidade.

Por outro lado, uma maior organização nas UBSs – Unidades Básicas de Saúde, orientando a população quanto aos atendimentos e suas formas, seria a alternativa preventiva mais viável para não “engarrafar” o atendimento na UPA.

Em resumo, a UPA não pode continuar com a demora no atendimento, pois este mal estar reflete na dignidade do povo mais carente, que busca neste serviço a solução de seus problemas de última hora, na hora mais imprópria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *