Uma praça pública vendida para particulares na Praia de Tabatinga gerou um impasse na comunidade e uma série de reclamações da parte dos moradores. Ambos os lados alegam estar dentro da lei, mas nesta guerra quem perde são os moradores do bairro localizado no extremo norte da cidade.

Moradores do bairro da Tabatinga, localizado ao lado do Condomínio Costa Verde, na Zona Norte da cidade denunciaram ao Blog Contra & Verso que uma Praça Pública foi vendida para um particular para a ampliação de uma Garagem Náutica e que antes da finalização da obra estaria servindo como Estacionamento para carros e barcos no bairro.

Segundo os denunciantes fotos mostram que pelo menos 60 carros estariam estacionados no local, ao custo unitário de R$ 20,00. A Praça teria sido vendida há cerca de 90 dias por um valor não divulgado, mas consta que existem pelo menos 10 denúncias quanto ao assunto, vinculado ao processo nº 39.053.19.

A Praça, que consta na planta da Prefeitura está localizada na rua João Gomes, número 120. A série de denúncias envolvendo o lado mais humilde da praia da Tabatinga, conhecida vulgarmente como “Vila da Miséria”, tem causado a repulsa dos moradores, que estudam a possibilidade de realizar o Enterro Simbólico do Chefe do Executivo local.

 

Ouvida, a Prefeitura respondeu que está averiguando um processo de denúncia por ocupação irregular de área e que está tomando as devidas providências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *