A Prefeitura de Caraguatatuba contestou, pelas Redes Sociais, na tarde de ontem a versão do Vereador Fernando Cuiú e o texto publicado pelo Blog Contra & Verso intitulado
“Atirou no que viu, acertou o que não viu”, sobre o envio de verba do Deputado Estadual Caio França para a reforma da UBS do Morro do Algodão. A Secretaria de Comunicação apresentou uma certidão incompleta sobre o fato para a contestação.

De acordo com o texto publicado ontem o Vereador Aurimar Mansano, líder do Prefeito na Câmara e que tem como reduto eleitoral bairros como o Morro do Algodão e Barranco Alto, sentiu-se prejudicado politicamente com as informações dadas pelo Vereador Fernando Cuiú, ex-Líder do Prefeito no Legislativo no primeiro biênio desta gestão, sobre o envio de uma verba de r$ 200 mil do Deputado Estadual Caio França para a reforma da UBS do Morro do Algodão.

Com intuito de contestar as informações o Vereador elaborou ofício para a Secretaria de Obras Públicas, perguntando se a reforma na UBS teve participação de verba oriunda da Assembléia Legislativa. O ofício, respondido em 24 horas, quando geralmente leva 14 dias para o retorno, informava que a reforma utilizou apenas verba municipal.

Com a resposta na mão Aurimar congestionou as Redes Sociais mostrando que Fernando Cuiú teria mentido quanto a verba. A pressão foi tamanha que no dia da inauguração da reforma o Prefeito foi pressionado a não permitir a fala de Cuiú e não como foi publicado ontem, quando Cuiú teria recebido vaias e críticas dos presentes, deixando apenas para Aurimar falar pela obra e pelo bairro.

Indignado com o fato Fernando questionou o Deputado Caio França, que respondeu ter enviado a verba, porém a mesma teria sido barrada devido a dívidas contraídas pela Prefeitura, que lhe valeram a inscrição no Cadin – Cadastro Nacional de Inadimplência, o que impedia o envio da verba. Questionado o Vereador Aurimar alegou desconhecer a dívida e a inscrição no Cadin, dizendo ter feito isso para mostrar a verdade para os moradores do Morro do Algodão. Nos bastidores o ofício de Aurimar tornou-se um grave erro político que trouxe uma enorme dor de cabeça para a Prefeitura.

A Prefeitura por sua vez, através da Secretaria de Comunicação, publicou “Nota de Esclarecimento”, ao invés da tradicional “Nota Oficial”, alegando que tanto o Vereador como o Blog Contra & Verso faltavam com a verdade e para comprovar, publicou certidões do Cadin e do CAUC, que é um Serviço Auxiliar da Secretaria do Tesouro Nacional, com detalhamento de item legal 1.5, onde nada constava contra o Executivo Municipal.

No final da noite de ontem, através do Ativista Político Lucas Miranda, da fanpage “Reclame Aqui” a nossa redação recebeu uma certidão do CAUC, desta vez com detalhamento do item legal 1.1, onde se comprovaram as informações do ex-Líder do Prefeito. Nesta certidão aparecem como inadimplentes a Prefeitura de Caraguatatuba, a Secretaria Municipal de Educação, a Câmara Municipal, o Fundo Municipal de Saúde, a Coordenação de Defesa Civil e os Fundos Municipais de Assistência Social, dos Direitos da Criança, de Defesa do Idoso e da Pessoa com Deficiência. Na certidão não constam os valores dos débitos, mas fala-se que o montante é alto.

Imediatamente a nossa redação questionou a Comunicação da Prefeitura para falar sobre o assunto e até o fechamento deste texto não houve resposta. Ao mesmo tempo recebemos informações de que existe inadimplência junto ao DRS – Delegacia Regional de Saúde – com sede em Taubaté. Procuramos a regional e encaminhamos solicitação a Assessoria de Comunicação da Secretaria Estadual da Saúde e também não obtivemos resposta até o fechamento desta matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *